Como é que o fígado responde à infecção crónica pelo vírus da hepatite B?

A Hepatite B é a principal causa de doença hepática crónica e de morte relacionada com o fígado, a nível mundial. Quando uma pessoa tem uma infecção crónica pelo vírus da hepatite B, as células hepáticas saudáveis estão lesadas e formar-se-á tecido cicatricial, alterando, deste modo, a função hepática. Isto pode ter consequências graves e provocar lesões hepáticas, nomeadamente:

Liver 2Inflamação: Quando o fígado é infectado pelo vírus da hepatite B, há edema ligeiro a moderado. A inflamação pode, também, dar origem a alterações mais graves, tais como fibrose, cirrose e cancro do fígado.

Liver 3Fibrose: A fibrose ocorre quando as células hepáticas saudáveis são lesadas pelo vírus da hepatite B e são substituídas por tecido cicatricial ligeiro a moderado, designado por tecido fibroso. O fígado continua a conseguir desempenhar todas as funções normais e as pessoas podem ter poucos ou nenhuns sintomas.

Liver 4Cirrose: A cirrose hepática caracteriza-se pela presença de cicatrizes permanentes e graves do fígado, provocadas pela inflamação crónica do fígado. A cirrose é, também, a principal causa de cancro primitivo do fígado e evolui em duas fases:

  1. Cirrose compensada – Não obstante a cicatrização, o fígado pode realizar a sua função normal. Se bem que os sintomas possam não ser graves, podem ocorrer complicações.
  2. Cirrose descompensada – Caracteriza-se por cicatrização grave e insuficiência hepática. A única opção terapêutica é o transplante hepático.

Liver 5Cancro do fígado: Tumores malignos que se formam no fígado. A hepatite B é responsável por 80% de todos os cancros primitivos do fígado, a nível mundial.2

Se bem que não haja cura para a hepatite B crónica, existem tratamentos disponíveis que podem ajudar a inverter a doença hepática, nomeadamente a fibrose/cirrose, bem como a prevenir complicações hepáticas mais graves, nomeadamente cancro do fígado e insuficiência hepática.

Clique aqui para consultar os efeitos das lesões, a longo-prazo causados pelas hepatite B

Referências

1 Hoffman, C et al. Clinical implications of HIV and hepatitis B co-infection in Asia and Africa. The Lancet Infectious Diseases, Volume 7, Ponto 6, Páginas 402 - 409, Junho de 2007.
2 Hepatitis B Foundation. Hepatitis B and Primary Liver Cancer. Disponível em http://www.hepb.org/professionals/hepb_and_liver_cancer.htm. Acedido a 11 de Setembro de 2008.